quarta-feira, 7 de julho de 2010

São Paulo é uma merda



São Paulo é simplesmente uma merda. Certamente, é uma das maiores cidades da América Latina, o que não a torna em nada especial. Muito pelo contrário. São Paulo é fedorenta, feia, barulhenta e esburacada. Entre três paulistanos é quase certo que pelo menos um toma algum tipo de antidepressivo. Em cada quatro, é quase certo que todos tomom muita cerveja ou simplesmente se entopem de Rivotril na hora de dormir.
As leis trabalhistas simplesmente não existem aqui – capital dos terceirizados – semi-escravos pós-modernos, nela a apatia é regra. O paulistano médio é apático, acomodado, acabado e tem mau hálito. Ninguém ainda me explicou por que o índice de mau hálito (assim como o de calvície) aqui é tão alto, talvez por que se come pouco, por que a vida é um saco e tudo é muito caro e os preços abusivos. A noite paulistana é uma piada, mesmo se comparada a outras cidades do Brasil, têm-se a impressão que se está em uma cidade do interior. Mas na hora de pagar, percebe-se que estamos em SP - capital dous roubos naturalizados.
São Paulo é uma cidade onde se pode levar três horas da Universidade de São Paulo até a avenida Paulista. Que por sinal não é nenhuma maravilha, é feia, desconfortável, cara e mal-cheirosa. Agora o pior mesmo em São Paulo é o ego hipertrofiado da imprensa paulistana que se acha no primeiro mundo “cult”, mas não vê o mendigo comendo direto do lixo, a merda espalhada pela cidade e o mar de favelas espalhadas por suas margens.
Os rios de São Paulo então são um horror: uma tristeza abissal, estão mortos, fedem tanto que suas proximidades são simplesmente inabitáveis. Outro horror de São Paulo, o barulho: a poluição sonora é uma das maiores do mundo. A cidade parece estar sempre em reforma, e nunca está pronta. Derruba-se tudo para construir algo de péssimo gosto, possivelmente um neoclássico ridículo para atender uma patética “elite” que geralmente tem cérebros do tamanho de uma ervilha. A elite paulistana não mudou muito desde os barões do café, continua inculta, ignorante, truculenta e burra. São Paulo é uma província, também uma cidade que tem como prefeito um “democrata” que faz piada da cratera trágica de uma linha de metrô que só existe nos mapas em épocas de eleição, - uma eterna projeção para o futuro... O povo paulistano apático e triste - perde o cabelo cedo, e em geral é feio, cinza e enrugado. Mal vestido e infeliz.
O que dizer dos restaurantes paulistanos – geralmente caros e ruins – você só comerá bem se tiver muita grana ou souber de um libanês camarada que faz um quibe como se faz em Beirute.
Silêncio aqui só para os ricos. Por do sol também. A cidade é dos excludentes, excluídos, dos tristes, do cinza e campeã em poluição, engarrafamentos e falta de espaço público!
Ah, esses, que se acham "elite" podem se orgulhar de ter a segunda maior frota de helicópteros do mundo, porque o apocalipse aqui é motorizado e desenvolvimentista.
Se você andar pela avenida Paulista em uma tarde de terça ociosa encontrará pelo menos duas dúzias de “bruninhas surfistinhas”: modelos de vida, de estilo e de sucesso. E elas trabalham em banco, escritórios ou "na firma". O que importa aqui é ter sucesso, não importa como, nem por que meio. O que talvez salve São Paulo? Suas margens: aqueles que não se integram à apatia e ao conformismo. Suas tribos pós-modernas, suas tatuagens multicoloridas, seus intelectuais bêbados. Suas lésbicas apaixonadas que se beijam em plena rua, seus punks enfurecidos e seus gatos de rua. O resto é pura merda. Merda fétida e material. Também Merda fenomenológica, intelectual, filosófica e espiritual. Quer viver na merda, venha morar em São Paulo. São Paulo, é capital do fedor, do ego hiperatrofiado e das injustiças escancaradas. O Aparthaid é aqui. Ou seria Haiti?

PS: Muita atenção em qual aeroporto pousar, se você vier voando para cá, pois se escolher errado esse pode ser teu último vôo em vida.

PS2: O autor infelizmente é paulistano, o que não quer dizer absolutamente nada.

PS3: São Paulo tem a mais renomada Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, onde estão seus bacharéis? Na Suíça?

21 comentários:

Anônimo disse...

Hi Guto... Bom texto. Gosto do realismo e do desdém...

Eu só discordo sobre comer... Eu como, bem (para os meus padrões) e nunca gasto mais qeu 10 reais... Coxinha, churrasco grego e de gato, milho cozido, pamonha e cural... enfim, eu comobem gastando pouco...hahaha... mas é fato que não é no centro...

lindo texto... parabens

Thiago B.

Anônimo disse...

Concordo! E daqui a pouco vai baixar uma galera te xingando e dizendo que SP é linda hahhahah

Anônimo disse...

Concordo, mas a gente nao abre mao de ficar aqui. Mas dizer o que mais para uma cidade que tem governo do PSDB há 16 anos e que está acronico, parado, imobilizado e cobra o maior pedagio do mundo!

Girassol disse...

Gutto,

Parabéns pelo brilhante texto. Uma visão realista de SP, sem máscaras e eufemismos. Parabéns, pela coragem! Pela denuncia diária da exclusão e da segregação q a elite decadente de SP gosta de manter. Talvez, por isso a cidade seja uma provincia como vc mesmo disse. Uma pena! Mas, seu texto escancara a verdade e isso é bonito e libertador. bjo Dani

Denison Mendes disse...

texto corajoso, tenso e belo.
parabéns.
denison

Anônimo disse...

Bom,
serei acusado de politicamente incorreto mas foda-se; pra mim as lésbicas aí no caso não salvam, são conseqüência disso tudo Huahuahuahuahua

O que salvaria quem sabe, seria um estado orgiástico permanente. Afinal, merda por merda...

Danielle Ribeiro disse...

O que é São Paulo senão uma abstração? É uma construção abstrata de algo muito mais concreto: sua sociedade; e todo o Brasil está aqui!
É o povo que suja, é o povo que enfeia, que faz feder a cidade!
É o povo que trabalha, é o povo que consome, que se diverte e se entristece. São Paulo é povo brasileiro à flor da pele - por bem ou por mal.

Cristiana Soares disse...

comentei e divulguei no twitter (@cristalk).

rayssa gon disse...

sabe o pior de tudo?

é que tem gente que gosta. tipo eu. :S

Anônimo disse...

Sabe o pior de tudo? Não dá para o Brasil ser o que é, sem Sampa!

Ruim com ela, pior sem ela.

Abs,

Anônimo disse...

Parabéns. 2 anos morando em SP e sinto exatamente isso. Ilusão maldita e cruel desta grande cidade. Um lixo, violento, caro e sem qualidade de vida.

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto. Que merda de lugar pra se viver. Agora, existe uma cidade Brasileira que seja cosmopolita e boa de se viver? O urbanismo das cidades Brasileiras é mais uma de nossas tragédias! O Brasil é lindo mas a maioria das cidades Brasileiras são horríveis.
Abs. Paulo

PEDRO GUARINON disse...

Que merda, eu tomo rivotril e sou calvo! Infelizmente devo concordar com tudo o que foi dito.

Anônimo disse...

São Paulo é cara, poluída, congestionada e fedorenta. Também tem os melhores restaurantes, é um polo cultural sim e tem muita moda e gente boa também. Tem muita coisa para melhorar como o trânsito e os preços, mas tem muita beleza, entretenimento e vitalidade. Depende do paulistano melhorar tudo isso, com cobrança e participação.

Ôrra meu! disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Texto fantástico! Traduz em grande parte td q eu sinto desse lixo de cidade! Vim pra cá a quatro anos atrás e a cada dia me decepciono mais! Assim como alguns disseram, o problema está na pessoas que aqui habitam, pois a cidade não se faz sozinha! Felizmente mais um anos nesse chiqueiro aberto e vou embora daqui, para espero nunca mais voltar! E qdo falo das pessoas, eu me excluo desse grupo, pois tive uma excelente criação, onde mesmo infectado por muita coisa dessa "cidade", ainda sou gentil, educado, cortez, pé no chão (não preciso ter coisas caras sem conseguir pagar só para mostrar) realista e inteligente (o que me parece que a grande maioria que habita são paulo não é). Honestamente, para São Paulo ser considerado civilização, só caindo uma bomba atomica e começar de novo umas 10 vezes, pra ver se as pessoas deixam a ignorancia, a falta de educação e a violencia de lado, esqueçam um pouco de dinheiro e sejam mais humanos.
Gostem ou não do que eu escrevi, essa é a realidade, pois se não fosse, São Paulo realmente seria uma puta cidade e as pessoas não fariam de suas viagens um inferno para sair de São Paulo sempre que podem.

hellder oliveira disse...

babaca você não conhece o resto do Brasil ...é pior ...muito pior ...falo por conhecimento de causa , sou um paulistano que cometeu a loucura de sair de São Paulo ...o resto do Brasil são favelas de São Paulo ...

Anônimo disse...

Babaca é vc, seu imbecil!
Esse tipo de comentário e essa educação toda apenas comprova o que eu disse anteriormente.
Pra paulistanos idiotas e prepotentes como vcoê, o mundo se resume apenas a "maravilhosa" São Paulo, no entanto é ter um feriadinho que seja, as estradas ficam um inferno, pois vcs são os primeiros a sair desse paraíso.
No entanto, a cidade de São Paulo só é esse caos, devido a pessoas como você.
Em São Paulo nada se resolve com boa educação, respeito e conversa, aqui é a lei da selva, ou seja, todos os dias as coisas são resolvidas no grito, na briga e na falta de respeito, pois uma coisa que vcs não sabem é ser contrariados e reconhecer o erro.
E a prova que o seu mundo é tão pequeno quanto sua cabeça, que há sim cidade grandes e pequenas bem melhores que São Paulo, onde encontramos uma coisa que não há nesta "magnifica" capital, civilidade.

Anônimo disse...

São Paulo fede e tem trânsito maldito e isso já basta pra eu odiá-la!

Rafael Almeida disse...

O hellder oliveira disse tudo: a pior forma de solidão é a companhia de um paulista.

Anônimo disse...


Sou Paulista e concordo com tudo. A comida daqui nao é boa é simplesmente FARTA. A pizza tem tanto recheio que a massa é sempre crua e molhada, o molho pessimo, sem gosto. Em Sao Paulo não se vive, se SOBREVIVE.