sábado, 15 de novembro de 2008

Nietzsche em conta gotas


A minha felicidade:
"Desde que me cansei de procurar,aprendi a encontrar; Desde que o vento começou a soprar-me na face, velejo com todos os ventos."

(Gaia Ciência)




"Deus está morto. Viva Perigosamente. Qual o melhor remédio? - Vitória!".


"Há homens que já nascem póstumos."


"O Evangelho morreu na cruz."


"A diferença fundamental entre as duas religiões da decadência: o budismo não promete, mas assegura. O cristianismo promete tudo, mas não cumpre nada."



"Quando se coloca o centro de gravidade da vida não na vida mas no “além” - no nada -, tira-se da vida o seu centro de gravidade."



"Para ler o Novo Testamento é conveniente calçar luvas. Diante de tanta sujeira, tal atitude é necessária."



"O cristianismo foi, até o momento, a maior desgraça da humanidade, por ter desprezado o Corpo."



"A fé é querer ignorar tudo aquilo que é verdade."



"As convicções são cárceres."



"As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras."



"Até os mais corajosos raramente têm a coragem para aquilo que realmente sabem."



"Aquilo que não me destrói fortalece-me"


"Sem música, a vida seria um erro."



"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."



"A moralidade é o instinto do rebanho no indivíduo."



"O idealista é incorrigível: se é expulso do seu céu, faz um ideal do seu inferno."



"Em qualquer lugar onde encontro uma criatura viva, encontro desejo de poder."



"Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos."



"Quanto mais me elevo, menor eu pareço aos olhos de quem não sabe voar."



"Se minhas loucuras tivessem explicaçoes, não seriam loucuras."



"O Homem evolui dos macacos? é existem macacos!"



"Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal."



"Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."



"Torna-te quem tu és!"



"O padre está mentindo."





"Deus está morto mas o seu cadáver permanece insepulto"

Um comentário:

Luis Nakajo disse...

interessante como você captou o jeitinho nietzschiano de escrita: ele escreve em (esqueci o nome) pequenos trechos.

conta-gotas é bem sugestivo.
nietzsche em vez de tylenol, a que eu sou, inclusive, alérgico? (e, não, eu não gosto destes títulos mais toscos do tipo "menos prozac e mais platão").